terça-feira, 15 de abril de 2014

Mônica de Aquino

Porfio
o fácil
cálculo
físsil
da lucidez.
Desfio
a fala
o seu contorno
de sedução.
E estes chiliques
do coração.
Hoje,
nenhum adorno
forjo um não.
Quero o vazio
morno
o fluxo fóssil
da vida
camada de pedra
do corpo –
pré-palavra
erigida
ante o outro –
e um pouco
de nada .
Depois,
um palpite
mesmo que chiste
tudo é talvez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário